Televendas
Atacado e projetos especiais:

(11) 4674-1799
Televendas
Varejo e atacado no showroom:

(11) 2296-9235
0
0
Exus
home / Exus

Exu Tatá Caveira

Ref.: 269
Exu Tatá Caveira - Imagem de Exu Tatá Caveira de 20cm feita em gesso cerâmico resinado ou resina super-resistente, junto com outros materiais selecionados para dar à sua imagem um alto padrão de qualidade e durabilidade.

Além disso, é produzida artesanalmente com dedicação e carinho para você homenagear seu santo protetor com muita fé e amor!

Garanta já a sua ou encontre nas melhores lojas da sua região.
Escolha o tamanho
20cm 50cm 80cm
Escolha o acabamento
R$ 35,15
Quantidade 1
Exu Tatá Caveira
Imagem de Exu Tatá Caveira de 20cm feita em gesso cerâmico resinado ou resina super-resistente, junto com outros materiais selecionados para dar à sua imagem um alto padrão de qualidade e durabilidade.

Além disso, é produzida artesanalmente com dedicação e carinho para você homenagear seu santo protetor com muita fé e amor!

Garanta já a sua ou encontre nas melhores lojas da sua região.


Tamanho: 20cm
Código de preço: W
Código: 269
EAN: 7898467309766
Antes de ser uma entidade, Tatá Caveira viveu na terra física, assim como todos nós. Acreditamos que nasceu em 670 D.C., e viveu até dezembro de 698, no Egito, ou de acordo com a própria entidade, "Na minha terra sagrada, na beira do Grande Rio". Seu nome era Próculo, de origem Romana, dado em homenagem ao chefe da Guarda Romana naquela época. Próculo vivia em uma aldeia, fazendo parte de uma família bastante humilde. Durante toda sua vida, batalhou para crescer e acumular riquezas, principalmente na forma de cabras, camelos e terras. Naquela época, para ter uma mulher era necessário comprá-la do pai ou responsável, e esta era a motivação que levou Próculo a batalhar tanto pelo crescimento financeiro. Próculo viveu de fato uma grande paixão por uma moça que fora criada junto com ele desde pequeno, como uma amiga. Porém, sua cautela o fez acumular muita riqueza, pois não queria correr o risco de ver seu desejo de união recusado pelo pai da moça. O destino pregou uma peça amarga em Próculo, pois seu irmão de sangue, sabendo da intenção que Próculo tinha com relação à moça, foi peça chave de uma traição muito grave. Justamente quando Próculo conseguiu adquirir mais da metade da aldeia onde viviam, estando assim seguro que ninguém poderia oferecer maior quantia pela moça, foi apunhalado pelas costas pelo seu próprio irmão, que comprou-a horas antes. De fato, a moça foi comprada na noite anterior à manhã que Próculo intencionava concretizar seu pedido. Ao saber do ocorrido, Próculo ficou extremamente magoado com seu irmão, porém o respeitou pelo fato ser sangue do seu sangue. Seu irmão, apesar de mais velho, era muito invejoso e não possuía nem metade da riqueza que Próculo havia acumulado. A aldeia de Próculo era rica e próspera, e isto trazia muita inveja a aldeias vizinhas. Certo dia, uma aldeia próxima, muito maior em habitantes, porém com menos riquezas, por ser afastada do Rio Nilo, começou a ter sua atenção voltada para a aldeia de Próculo. Uma guerra teve início. A aldeia de Próculo foi invadida repentinamente, e pegou todos os habitantes de surpresa. Estando em inferioridade numérica, foram todos mortos, restando somente 49 pessoas. Estes 49 sobreviventes, revoltados, se uniram e partiram para a vingança, invadindo a aldeia inimiga, onde estavam mulheres e crianças. Muitas pessoas inocentes foram mortas neste ato de raiva e ódio. No entanto, devido à inferioridade numérica, logo todos foram cercados e capturados. Próculo, assim como seus companheiros, foi queimado vivo. No entanto, a dor maior que Próculo sentiu "não foi a do fogo, mas a do coração", pela traição que sofreu do próprio irmão, que agora queimava ao seu lado. Fonte: Eleonor Aguzzoli, de Torres, RS
Oração a Exu Tatá Caveira
Novidades
e promoções